Junta de Silvalde entregou 3600 metros de corda às duas companhas de pesca existentes na freguesia

Categoria:

O presidente da Junta de Silvalde, concelho de Espinho, entregou um total de 3600 metros de corda às duas companhas de pesca existentes na freguesia. Uma ajuda que o autarca quer ver seguida por outras instituições.
“A arte xávega não pode morrer, tem que ser apoiada”, apelou José Teixeira, aquando da entrega de vários rolos de corda que serão utilizados na pesca ali praticada diariamente.
O investimento de dois mil euros representa, nas palavras do autarca local, “um gesto para que outros façam igual e ajudem no apoio a este tipo de pesca”.
Prometendo mais apoios, o presidente da junta de Silvalde lembrou que a arte xávega “tem sido o sustento das famílias do bairro piscatório, que, de outra forma, não conseguem sobreviver”.
“A arte xávega não pode ser só umas telas espalhadas pela cidade com a imagem dos barcos. É necessário apoiar efetivamente os pescadores”, alertou José Teixeira, referindo que também o turismo fica a ganhar com esta atividade.
Para Adelino Ribeiro, responsável por uma das companhas, o momento foi de “uma grande alegria”. “Vai servir para puxar as redes e representa uma grande ajuda financeira”, referiu.
https://www.jn.pt/local/noticias/aveiro/espinho/a-arte-xavega-nao-pode-morrer-alerta-presidente-da-junta-de-silvalde-13601555.html?fbclid=IwAR3zCSCOsqH82fZ57Zf-O1QbhSwYxv-p1K2z2ICHECw9-YbYhYQ2S8bECv0

Deixe uma resposta